As novas formas de vender para Restaurantes (entrega de comida ao domicílio e takeaway) durante a COVID-19

Entrega Comida Domicilio

Dos tempos de pandemia ao SEO para restaurantes: a transformação digital em curso

A pandemia mundial da Covid-19 e o declarado estado de emergência em Portugal trouxeram uma nova realidade à vida dos portugueses. Desde o passado dia 19 de Março que os serviços um pouco por todo o país foram reduzidos ao essencial e os portugueses passaram a estar, na sua grande maioria, confinados à sua casa e em isolamento social para que a pandemia fosse primeiro controlada e depois mitigada.

Para além do encerramento de todas as atividades que implicassem a presença física dos clientes dentro de espaços – com exceção para os supermercados, os postos de abastecimento, as farmácias e os bancos – o teletrabalho passou a ser obrigatório para todas as funções que assim o permitiriam, tendo os serviços públicos sido reduzidos ao essencial. Todas as instituições culturais foram também encerradas, para além de ter sido implementada a diminuição da lotação nos transportes públicos. Expressões como “distanciamento social”, “confinamento” e “quarentena” passaram a fazer parte do léxico do nosso dia a dia.

Contudo, restaurante e bares puderam continuar abertos, tanto em regime de takeaway como de entrega de comida ao domicílio. Sendo este último um sistema já com um histórico recente de sucesso no nosso país, este momento tem significado também uma oportunidade para o desenvolver e popularizar ainda mais.

Assim sendo, a implementação da estratégia de marketing digital para restaurantes nesta altura do campeonato tem acabado não só por ir de encontro a uma tendência que já era crescente – e que decorria do maior uso de smarthphones e meios digitais para compras online – como por se traduzir numa importante ferramenta perante a emergência e a excecionalidade do momento que vivemos enquanto sociedade. As ações de marketing para restaurantes que têm sido vistas nas últimas semanas comprovam o potencial que existe no setor. Esta é uma tendência para manter. E tudo pode começar com algo tão simples como o SEO para Restaurantes. Já lá iremos.

Porquê apostar nas apps de entrega de comida?

As aplicações de entrega de comida ao domicílio já eram uma tendência antes da crise e são muito mais do que apenas ações de marketing para restaurantes perante a chegada de novas tecnologias. Na realidade, chegaram resolvendo várias questões práticas, tanto para a esfera dos clientes, como para a dos restaurantes.

Para o cliente, em resumo, representam um menor tempo de espera do que aconteceria num restaurante, simplificam os pagamentos e permitem ainda uma maior transparência nos preços.

Quanto aos restaurantes, neste sistema têm maiores margens de lucro, o que se pode traduzir em mais eficiência, organização e, claro, produção. Este nicho de mercado alicerçou-se nas ideias de comodidade, sentido prático e transparência, bem como nas novas tendências dos consumidores e no apelo da economia de partilha. Acaba por ser tão direcionado para aqueles que valorizam refeições em casa como para aqueles que não querem ou não têm tempo para cozinhar, tendências essas que agora se têm acentuado devido à situação que o país vive, em contexto de recolhimento caseiro.

Importa ter noção que nesta área a simplicidade dos processos, a qualidade da comida e a rapidez do serviço de entrega traduzem-se sempre em fidelização de clientes que – está mais do que provado – não se importam de pagar um extra pelo cómodo serviço que é receber comida em casa. Em contexto de crise, é natural que o potencial do negócio se tenha tornado mais evidente.

Convém, antes de mais, esclarecer que existem duas formas distintas de plataformas digitais de entrega de comida ao domicílio:

  • Plataformas as que implicam um canal próprio do restaurante
  • Plataformas de distribuição.

As primeiras permitem uma relação direta entre o consumidor final e o estabelecimento de restauração, visto que o pedido é diretamente feito a este. Dadas as atuais circunstâncias, esta tendência tem sido manifestamente crescente, com os restaurantes a reorganizarem as suas equipas para estas novas tarefas.

Foi noticiado que, por exemplo, um pouco para todo o país, vários restaurantes passaram todos os funcionários com carta de condução para a seção das entregas. À disposição dos restaurantes estão também meios digitais – como os seus sites e redes sociais – para divulgar os seus serviços.

No que diz respeito às distribuidoras, o sistema é outro: fazem parcerias com os restaurantes e para além de disponibilizarem as ementas, fazem também a entrega das refeições ao domicílio, cobrando, naturalmente, uma margem maior pelo seu serviço tanto aos clientes como aos restaurantes. Esta pode chegar até aos 30%, um número a reter por todos os empresários do ramo.

Em resumo: não tenhamos dúvida que o futuro das entregas ao domicílio está nas aplicações móveis e na internet, uma área onde os negócios da restauração e da gastronomia estão a investir cada vez mais, alinhando a sua estratégia de marketing digital para restaurantes e ações de marketing para restaurantes com estes serviços digitais. Isto independentemente de puderem oferecer outros serviços – como o takeaway – que também podem beneficiar de tecnologia e técnicas como o SEO para Restaurantes. A sua eficácia como modelo de negócio já convenceu o mercado.

As aplicações de entrega de comida ao domicílio mais usadas em Portugal

As potencialidades e valências dos smartphones e meios digitais revolucionaram o nosso quotidiano. O mercado de entrega de comida ao domicílio é um dos melhores exemplos dessa transformação digital.

Se o takeaway é uma opção de certa forma clássica, a entrega de comida ao domicílio explodiu no nos últimos anos em Portugal. Longe do conceito de pizza boys banalizado nas últimas décadas e muito para lá do alcance da restauração fast food, tornou-se normal encomendar comida online – para todos os gostos e paladares.

Há dados que revelam o crescimento dos serviços de entrega de comida ao domicílio nos últimos anos – 9% de 2017 para 2018. No mercado português já há várias aplicações de entrega de comida ao domicílio, exemplo não só do sucesso deste conceito como, de uma forma mais ampla, da estratégia de marketing digital para restaurantes que tem sido seguida. As grandes plataformas são:

Uber Eats

Este serviço da Uber tem uma grande oferta na maior parte das capitais do mundo. Em Portugal são mais de 30 as cidades onde pode usufruir da Uber Eats, com mais de três mil restaurantes em todo o país;

Glovo

A Glovo é uma startup espanhola fundada em Barcelona em 2015. Para além de entrega de comida ao domicílio, faz entregas de produtos variados – de farmácia a supermercados;

SendEAT

A SendEAT tem uma presença mais acentuada na cidade do Porto, cobrando comissões mais competitivas do que a concorrência;

Takeaway

Esta empresa, que já está presente em Lisboa, diferencia-se por fazer entrega de comida ao domicílio em bicicletas elétricas;

NoMenu

Esta é uma empresa Portugal que aposta no capital humano. Pode-se encomendar comida através do telefone. Está presente em 790 restaurantes e em 18 regiões do país.

Como aumentar as vendas do seu restaurante?

Mesmo em momento de crise, não se pode ignorar o facto de que esta representa também uma oportunidade. Não só a vida regressará paulatinamente à normalidade como esta, de facto, continua a decorrer dentro da normalidade possível.

Os consumidores estão a recorrer aos serviços de entregas, não por terem sido seduzidos por quaisquer ações de marketing para restaurantes, mas porque a vida continua e a comida é e continuará a ser parte importante desta. 

A isto alia-se outro dado óbvio: a quantidade impressionante de utilizadores / consumidores que estão online nestes dias. Nesta conjunção de fatores reside uma oportunidade para melhorar os seus serviços. Mais do que esporádicas ações de marketing para restaurantes, há que pensar este momento como a altura certa de afinar a estratégia de marketing digital para restaurantes, orientando-a para uma realidade cuja oportunidade já estava sinalizada antes da pandemia da Covid-19, mas que esta tornou ainda mais evidente.

Se é um empresário com um restaurante pode contar com o nosso serviço SEO para Restaurantes, que pode ser uma peça importante da afirmação de uma estratégia de marketing digital para restaurantes neste contexto – e para o futuro que se avizinha. O serviço SEO para Restaurantes da Unik SEO ajudará o seu website a subir de posição na pesquisa orgânica de forma a obter mais tráfego, reforçando uma presença online sólida e de longo alcance. Fá-lo através de uma caixa de ferramentas SEO dedicada, em exclusivo, às singularidades e à identidade de cada negócio.

Por outro lado, não esquecemos quem se dedica à vertente takeaway do negócio da restauração e que tanto tem feito pelos portugueses. Para estes empresários, o SEO Local é uma ótima escolha que permite promover, de forma local, o seu negócio, procurando alcançar os clientes-alvo que se encontram na sua zona geográfica. Em qualquer das opções – seja o SEO para Restaurantes ou o SEO Local – os objetivos são evidentes: otimizar a sua presença online, ter mais visibilidade e vender mais.